I Fórum Naves reúne mais de 120 pessoas

Mais de 120 pessoas participaram do I Fórum Naves, que aconteceu na Arena Carioca Fernando Torres (Parque Madureira), organizado pelo Instituto Usina Social, que faz a cogestão das Naves do Conhecimento de Itajá, Penha, Madureira, Padre Miguel, Vila Aliança e Santa Cruz. O encontro reuniu dois palestrantes sobre Educação Financeira, Tecnologia e Empreendedorismo. O secretário municipal da Pessoa com Deficiência e Tecnologia, Marcos Antônio Teixeira, participou da abertura do evento, falando sobre o futuro das Naves do Rio.

O evento começou com um brunch servido a todos os convidados e, logo depois, com a abertura feita pela presidente do Instituto, Elis Regina Coelho.

“Faz parte da nossa meta de trabalho levar mais conhecimento sobre Educação Financeira, Empreendedorismo e Economia Criativa. E esse Fórum é o nosso pontapé inicial para introduzir esse tipo de conhecimento e de conteúdo nas Naves. Nós já fazemos, mas agora, nossa proposta é intensificar, pois sabemos o quão valioso é também esse tipo de conhecimento”, contou Elis.

O Instituto já faz a cogestão das Naves há 18 meses. E aproveitou o Fórum para apresentar um balanço das atividades e atendimentos que a equipe tem realizado.

“Nesses 18 meses, mais de 400 mil acessos foram contabilizados, sendo eles de pessoas que passaram pelas seis Naves, fizeram cursos, usaram a rede de wi-fii que disponibilizamos para o entorno, usaram os nossos equipamentos, entre outros atendimentos. Nossos desafios são enormes, principalmente o de divulgar que esse espaço da Nave é para a população. Mas sabemos que o impacto desses equipamentos tem sido grandioso na vida de muita gente que antes não tinha acesso à tecnologia, informática e a cursos profissionalizantes. Agora, queremos acrescentar muito mais conteúdos sobre empreendedorismo e educação financeira”, discursou Simone Monteiro.

O secretário municipal, Marco Antônio Teixeira, parabenizou a iniciativa do Fórum, pela importância do acesso ao conhecimento

“Esse Fórum estimulou a integração das Naves, reunindo experiência e conhecimento. As Naves não são só tecnológicas, mas também local de propiciar um encontro social, com manifestação cultural e troca de conhecimento” destacou o secretário.

A primeira palestrante foi Laura Coutinho, que é professora, e já escreveu 18 livros sobre Educação Financeira. Com o tema “Técnicas de como planejar, consumir, poupar e investir”, ela ministrou a palestra de forma bem didática e com uma dinâmica sobre a realidade de várias famílias, o que deixou a palestra bem interessante.

“Quem é que não lida com a questão do dinheiro? E como dinheiro pode e faz diferença em nossa vida? Essa palestra é pra falar sobre a realização de sonhos, que é possível com a Educação Financeira”, destacou Laura Coutinho.

E segundo palestrante foi Geoger Neder, que é empresário, e falou sobre “Plano de Negócios – O Caminho para Empreender”.

“Empreendedorismo é um tema fundamental na vida das pessoas, assim como a Economia Criativa.
Hoje as pessoas sabem pouco sobre essa vertente, que pode crescer a cada dia com a tecnologia. As pessoas precisam ser autônomas e livres para gerarem seus próprios negócios” falou Neder.

Quem foi ao encontro saiu de lá com ideias para colocarem em prática em seus negócios. Foi o caso do Thiago Soares.

“Hoje eu sou microempreendedor, mas já sonho em expandir o meu negócio. Quando eu soube do evento, garanti minha vaga para buscar mais conhecimento. Já vou sair daqui e aplicar muita coisa do que aprendi no meu negócio. Gostei muito do evento”, contou Thiago.

O encontro também ajudou muito a Rosimere, de Olaria, que trabalha com doces e salgados em casa.

“Meu dinheiro estava entrando e saindo e eu sem controle. Com a palestra, aprendi que preciso de uma planilha para identificar todos os gastos, os custos e o lucro”, contou.

 

Por Larissa Lima