Nave do Conhecimento de Santa Cruz sela parceria com o CRIAAD

Por Larissa Lima

As equipes das Naves do Conhecimento trabalham diariamente para democratizar o acesso ao universo digital. E a equipe de Santa Cruz deu um passo importante nesse trabalho. O Instituto Usina Social que faz a cogestão da Nave do Conhecimento firmou uma parceria com o Degase para atender aos internos do CRIAAD do bairro, oferecendo cursos de tecnologia, informática básica, entre outros.

“Esse projeto me proporcionou uma experiência oposta da sala de aula da Nave, os meninos no primeiro momento apresentaram resistência, porém a curiosidade dos mesmos tornou o projeto um sucesso. Aos poucos foram aproveitando as aulas, pegando confiança, compartilhando suas vidas e histórias e infelizmente, suas descrenças nas suas capacidades”, conta Tamires dos Santos, instrutora na Nave do Conhecimento de Santa Cruz.

 

A parceria já está em vigor há dois meses e acontece em uma sala na própria unidade do CRIAAD, que foi fornecida pela 9ª Vara Federal.

“Em nome dos nossos adolescentes, eu agradeço essa parceria com a Nave do Conhecimento. Um projeto grandioso e importante para tornar indivíduos em cidadãos conectados através do conhecimento e saberes”, destaca a diretora do CRIAAD, Eneida Ramos.

E um depoimento que muito emocionou a equipe foi o do Miguel da Silva Carvalho. Ele nos enviou através de um e-mail, que criou durante a aula:

“Eu acho as aulas de informática legal e bem incentivadora, para algumas pessoas que perderam bastante tempo na vida do crime. Eu me indentifico com essa função, quero parabenizar todos que estão nessa função e nos incentivando e acreditando na nossa mudança, muito obrigado”.

Hoje, a unidade atende 44 alunos. Contudo, apenas 12 participam das nossas aulas, que acontecem duas vezes por semana.

“Muitos adolescentes descobriram a informática, e já sinalizaram o desejo de fazerem cursos de formação na área. A parceria está sendo muito importante, principalmente para os meninos que passaram a conhecer um outro lado da informática, que vai além do uso das Redes Sociais”, contou a psicóloga da unidade Grasiele Gomes da Silva.

Segundo o coordenador da Nave, Antônio Carlos Vidal, a equipe tem investido em levar conhecimento a instituições carentes visando a inclusão dos alunos que frequentam o local.

“A Nave tem se feito presente em parcerias que tem por objetivo agregar valores ao currículo desses alunos”, completa.

Selecionado/as 1º Ciclo Nave Lab CriaAtivo

Atividade inaugural: 09/11 (sábado) – 10h
Nave de Triagem (Rua Bérgamo, 320 – Rocha)

 

Produção de Games:

CAIO ALVES VASCONCELOS
CAIO GABRIEL VENTURA
EVELIN ESTEVAM FERNANDES
EVELYN CRISTINA SANTOS DE SOUZA
LEONARDO RODRIGUES BELFORT DOS SANTOS
LUCAS MARTINS MACHADO FERREIRA
LUCAS VIEIRA BARBOSA
MANOELA DE OLIVEIRA COUTO
MATEUS DOS SANTOS ROMÃO
MATHEUS BARROS ALVES
MIGUEL MORENA PORCIUNCULA
RHAYSSA DANDARA NOGUEIRA DA SILVA
RHIAN LUIZ DOS SANTOS BARROS
STEFANY FERREIRA PIRES
TAMIRES DOS SANTOS
THAIS DO NASCIMENTO CARVALHO
WAGNER HENRIQUE SANTOS DA SILVA

Youtuber:

AGATHA CHRISTINA TAVARES
ANA CAROLINA ROSA DA SILVA
BIANCA DA SILVA MIRANDA
BRUNA CAROLINA DOS SANTOS DAMASCENO
DAIVISON BRUNO SILVA MOURA
DANIELLA DA SILVA CASSIMIRO
DIEGO SOARES OLIVEIRA
EWERTON RODRIGUES
FRANKLIN WILLIAM CRUZ
GABRIEL NOGUEIRA DAS NEVES
JEFFERSON CARDOSO DOS SANTOS
KETHLEN MARINHO DE ANDRADE
LEANDRO SANTOS DE PAULA
LUIZ FELIPE DE MENDONÇA NASCIMENTO
MATHEUS OLIVEIRA DA SILVA
MILENA DOS SANTOS NONATO ALVES
THIAGO SOARES OLIVEIRA
THOMAS DE OLIVEIRA MARIANO
WESLEY GOMES VALADARES

Fotografia para Cinema:

ARYEL CHRISTIAN SACRAMENTO DA SILVA
FRANCISCA THALYA NASCIMENTO SILVA
GABRIEL FONSECA SOUZA DE ALENCAR
JOÃO ELIEL DA SILVA DE LIMA
JÚLIA ALVES DO NASCIMENTO CRUZ
LUCAS VINICIUS DE AZEVEDO SOUZA
LUIZ HENRIQUE DINIZ SANTOS JÚNIOR
LUIZA CATALANI DE ALVARENGA
MARCOS PAULO RAMOS NOGUEIRA
MARIA GABRIELA MARTINS CAVALCANTI
MARIANE DE OLIVEIRA SOUZA
NATHALIA DOS SANTOS FERREIRA DE MELO
TAYNAH DE PAULA NUNES DE SALES
WANDERSON CORREA GONCALVES
YASMIN LISBOA LOPES
YURI LUCAS PINHEIRO DO AMARAL SOUZA

Edição:

ARTHUR VICTOR SANTOS CALAZANS
BIANCA CARNEIRO SANTOS DE PONTES
BRUNO MOREIRA MACHADO
DAVID DA ROCHA VIEIRA
ELLYZA GABRIELLE NEVES DE OLIVEIRA
ERIC SHALOM DA SILVA
GABRIELA CAMPOS FERREIRA
KARINE LIMA VIANA DOS SANTOS
LUCAS DE SOUZA BILESKI
MARIANA DE SOUZA ANDRADE
NILTON CARLOS SILVA DOS SANTOS
RACHEL GUIMARÃES DE PONTES
RAFAELE FERREIRA FRANCISCO
RUDSON AMORIM
VITOR DOS SANTOS SENRA

 

Parabéns a todos!! Nos vemos sábado (02/11).

Informática Básica para Surdos

Alunos surdos do curso Caminhos para Superação, da Associação de Pais Amigos da Pessoa com Deficiência do Banco do Brasil, APABB, iniciaram no último dia 24 o curso de Informática Básica na Nave do Conhecimento do Engenhão.

A turma composta por 10 alunos, por intermédio de cinco encontros, aprenderá sobre os conceitos básicos da informática e como utilizar programas como o Word e Excel. Além do instrutor da Nave, Kevin Zaror, os alunos estavam acompanhados da intérprete de Libras, Sheila Oliveira, que trabalha, sendo interprete há 24 anos.

Kevin, que aplicou o curso para os alunos, disse que foi uma experiência bem interessante ”Através da intérprete eles participaram bastante da aula. Eu me senti um pouco excluído, pois não sei libras, e a gente acaba sentindo o que eles passam, me coloquei no lugar deles nesse momento.”.

 

 

 

No primeiro encontro, os alunos ainda tiveram a oportunidade de conhecer a Nave e o Museu Cidade Olímpica e Paralímpica, que conta com várias experiências tecnológicas e uma imersão na história das olimpíadas e Paralimpíadas.

“Estamos promovendo a inclusão por meio da capacitação desses jovens para o mercado de trabalho. A pessoa com deficiência tem a tecnologia como aliada e nosso trabalho é unir essas pontas para que todos se beneficiem”, disse o Secretário Marco San.

 

Por Bruna Chateaubriand

Gincana do Bem arrecada mais de 27 mil tampinhas plásticas

Por Larissa Lima

Durante 30 dias as equipes das Naves do Conhecimento  de Irajá, Penha, Padre Miguel, Santa Cruz, Vila Aliança e Madureira juntaram tampinhas com o apoio da comunidade na campanha Roda do Bem. O Instituto Usina Social, que faz a cogestão dessas seis Naves do Conhecimento, criou a Gincana das Naves e conseguiu bater a marca de 27.323 tampinhas que serão doadas a uma instituição que venderá o plástico e o valor será revertido para a compra de cadeira de rodas.

“Juntamos a ideia de ajudar o meio ambiente com a de ajudar o próximo e conseguimos mobilizar nossa equipe e todos os frequentadores das Naves. Parece uma atitude simples, mas que vai impactar na vida de uma pessoa que não conhecemos. Estamos radiantes”, conta Tainá Cândido, que é coordenadora de Conteúdo e acompanhou o recolhimento das tampinhas nas unidades.

Como era uma Gincana, nossa contagem classificou as Naves vencedoras:
1º Lugar: Padre Miguel
2º Lugar: Irajá
3º Lugar: Penha

A Nave que alcançou o primeiro lugar ganhou uma sessão de cinema com direito a pipoca e refrigerante!

“Foi emocionante ver a união da equipe e de nossos usuários. Praticamente todos os dias recebíamos tampinhas. Eles abraçaram a causa e não param de arrecadar as tampinhas. Nosso empenho aqui continua”, contou Sandro D’avila, que é o supervisor administrador da Nave  vencedora.

Caravana da Ciência promove três dias de imersão no mundo da ciência no Parque Madureira

Durante três dias de evento, mais de 1,5 mil pessoas passaram pela Caravana da Ciência que aconteceu de 17 a 19 de outubro em frente à Nave do Conhecimento no Parque de Madureira.  O evento realizado pela Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Cecierj, do governo do estado, levou conhecimento científico por intermédio de experimentos e jogos interativos.
A Caravana é um centro de ciências itinerante, que leva informação a jovens, adultos e crianças. Tem quatro áreas de ativação: planetário inflável, exposição de paleontologia e animais peçonhentos, carreta com experimentos científicos e o Girotec.
  • A carreta conta com experiências científicas: um jogo de espelhos, caleidoscópios, experiências voltadas para consumo consciente de energia e cargas elétricas.
  • O planetário inflável leva os visitantes através de uma viagem pelas constelações e signos numa projeção que dura cerca de 20 minutos.
  • As exposições de paleontologia e animais peçonhentos apresentavam fósseis de peixes, espécies de cobras e aranhas, um jogo da memória das espécies da exposição.
  • Para os mais corajosos, o Girotec simula a gravidade zero, que os astronautas são expostos no espaço. O participante fica girando, preso a uma estrutura metálica de arcos, e tem que achar o ponto de equilíbrio para parar a estrutura.

 

Maria Coelho estava passeando pelo parque e ficou encantada com a Caravana “Eu estou aprendendo muito aqui, de forma didática. Achei bem bacana, e é preciso popularizar isso, trazer mais para perto essas experiências”. Ao ser perguntado sobre o que mais gostou da exposição, Gabriel Duarte, que acompanhava Maria, disse que gostou muito dos fósseis e das rochas “Mas os espelhos foram a melhor parte para mim, eu gosto muito de física óptica e curti bastante a experiência”.
O coordenador da Nave de Madureira, Carlos Antônio, disse que ter a Caravana da Ciência na Nave que trabalha é muito importante e uma grande oportunidade “A popularização da Ciência é um dos objetivos da Nave. Mobilizamos as escolas próximas a vir e as pessoas têm gostado bastante desse projeto.”.

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia nas Naves

A 16° edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que acontecerá entre os dias 21 a 27 de outubro, tem como tema a Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável. Durante toda a semana, as Naves do Conhecimento terão atividades programadas para ensinar e debater sobre este tema. 

Confira abaixo a programação das Naves do Conhecimento e inscreva-se através do nosso site: 

Dia 21 a 25/10

  • Lab Livre, nas Naves de Santa Cruz, Vila Aliança, Padre Miguel, Penha, Irajá e Madureira;

Dia 21/10

  • Apresentação da galeria e palestra sobre: O que é Bioeconomia?, na Nave de Triagem – de 9h30 às 12h30;
  • Palestra: O que é Software Livre?, na Nave de Santa Cruz – de 13h às 16h;

Dia 22/10

  • Workshop – Conceitos sobre a Internet das Coisas aplicados em Museus;
  • Exibição dos Filmes VerCiência com debates e oficinas, na Nave de Triagem – Manhã e tarde;
  • Palestra: O que é Software Livre?, na Nave de Irajá – de 14h às 17h;
  • Palestra: O que é Software Livre?, Nave da Penha – de 13h às 15h;
  • Palestra: O que é Software Livre?, Nave de Padre Miguel – de 14h às 17h;

Dia 23/10

  • Robótica e Energia Renovável, na Nave do Engenhão;
  • Oficina Geek para as crianças do Bairro Carioca, na Nave de Triagem – de 9h30 às 12h30;

Dia 24/10

  • Lançamento da versão Beta do App CEDHC – Aplicativo desenvolvido em parceria com o Colégio Dom Hélder Câmara, na Nave do Engenhão;
  • Robótica Educacional, na Nave do Engenhão;
  • Exibição dos Filmes VerCiência com debates e oficinas, na Nave de Triagem – Manhã e tarde;

Dia 25/10 

  • Palestra – O Bambu para uma economia sustentável: usos, aplicações e novas tecnologias com o Professor Omar Ginoble Pandoli, Departamento de Química da PUC-RIO, na Nave de Triagem – de 10h às 12h;
  • Palestra: O que é Software Livre?, na Nave de Madureira – de 9h às 12h;
  • Palestra: O que é Software Livre?, na Nave de Vila Aliança – de 13h às 16h;

Dia 26/10

 – Passeio ao HackTudo, nas Naves de Santa Cruz, Vila Aliança, Padre Miguel, Penha, Irajá e Madureira

Jogo desenvolvido por alunos da Nave do Conhecimento está disponível na PlayStore

Cadente, jogo mobile com temática espacial desenvolvido por alunos da Nave do Conhecimento do Engenhão, já está disponível gratuitamente para Android na PlayStore.

Alexandre e Maria Catarina no DevPark durante a GameXP 2019

O jogo foi desenvolvido pelos irmãos André Gomes (20) e Maria Catarina (21), e seu amigo Alexandre Gaudêncio (23), que participou do curso de Introdução ao Desenvolvimento de Games na Nave do Conhecimento do Engenhão. O game foi desenvolvido em, aproximadamente, um mês para participar do Concurso Inova Games, organizado nas Naves pela Secretaria da Pessoa com Deficiência e Tecnologia, que levou quatro jogos desenvolvidos nas Naves para a GameXP.

Unindo o conhecimento de programação de Alexandre Gaudêncio com as habilidades dos irmãos, Maria fez o design e a identidade visual do jogo. André fez toda a sonorização. O trio ficou em primeiro lugar no concurso e foi chamado para expor o Cadente novamente no DevPark na GamePlay Arena durante o Rock in Rio 2019.

Maria contou que eles nunca tinham pensado em criar um jogo. “Nós estamos muito felizes. A gente nunca pensou que teria essa visibilidade toda, nem que a gente ganharia algum concurso. Participar da GameXP trouxe uma boa divulgação pro nosso game e esperamos criar novos jogos em breve”.

Faça o download do Cadente na PlayStore, clicando na imagem abaixo:

Comemoração do Dia das Crianças na Nave Madureira

A Nave do Conhecimento de Madureira realizou hoje (11) um evento em comemoração ao Dia das Crianças, reunindo os jovens que frequentam a unidade com doces, brincadeiras, música e jogos. A equipe da Nave buscou, em homenagem a esse dia tão importante para as crianças, criar um ambiente que unisse tecnologia e diversão.

Para Elder, que trabalha com o Suporte Técnico da Nave, a importância de eventos como esse é, além de mostrar o espaço para as crianças, trazer a tecnologia para elas. “Aqui no nosso ambiente de trabalho temos certos dispositivos que interagem com as crianças e com quem vêm conhecer”, contou. 

Marcelle, de 6 anos, contou para a equipe como sempre vai à unidade de Madureira das Nave dos Conhecimentos, para mexer nos computadores e jogar seus jogos de preferência, deixando claro como adora o espaço.

A manhã foi cheia de risadas e lazer, alcançando o objetivo da Nave Madureira de tornar o Dia das Crianças especial para seus usuários, sendo assim mais um projeto de sucesso da SMDT.

Vem aí a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Por Larissa Lima

Estamos nos preparando para  Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que vai acontecer a partir do dia 21 de outubro e seguirá até o dia 27. Com o tema “Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”, as Naves de Irajá, Madureira, Penha, Padre Miguel, Santa Cruz e Vila Aliança escolheram focar na temática Software Livre.

A programação será apresentar as possibilidades que o Software Livre traz, oferecer conhecimento, sobrevida de equipamentos, antes considerados obsoletos, gerando assim menos descarte e desperdício.

“Nosso foco durante a semana será mostrar o conceito de Desenvolvimento Sustentável e a contribuição da tecnologia  no uso do Software Livre”, conta Simone Monteiro, coordenadora das seis Naves do Conhecimento.

 

Para a semana está na programação das seis Naves do Conhecimento:

  • Apresentação do que é software livre
  • História do GNU\Linux
  • Instalando o linux em uma máquina antiga

Segundo o coordenador de Tecnologia, Felipe Mello, as atividades serão desenvolvidas em formato  laboratório, visando o desenvolvimento comunitário e construção coletiva entre os instrutores e  frequentadores das seis Naves.

“Estamos preparando novas experiências para os alunos e frequentadores. Vão acompanhar de perto o passo a passo da montagem de uma máquina antiga, que funcionará perfeitamente com software livre”, conta.

Terceira Idade encara a tecnologia nas Naves do Conhecimento

Por Larissa Lima

O primeiro dia de Outubro é dedicado mundialmente à terceira idade. E as Naves do Conhecimento de Irajá, Padre Miguel, Santa Cruz, Penha, Madureira e Vila Aliança aproveitaram o dia para homenagear os alunos  com mais de 60 anos de nossos cursos, que sem medo encaram as aulas de informática com muita vontade de aprender.

Aqui, idade não é obstáculo para o aprendizado. Na Penha, o Severino Ramos, de 82 anos, é um frequentador assíduo dos cursos. Quando ele veio conhecer a Nave, não sabia nem ligar o computador e nem o telefone.

“Quando eu vim visitar a Nave, não sabia nem como ligava o computador. Hoje, não perco mais nenhum curso. E divulgo para todos os meus amigos e familiares. Hoje sei usar o celular também após um curso que fiz. Tenho o prazer de ensinar quem sabe menos do que eu. Pois aqui, me ajudam sempre com muita paciência”, conta Severino.

Em Irajá, a Maria também é frequentadora assídua dos cursos. Ela tem 61 anos, aposentada, mas ama fotografar. E após fazer o curso de redes sociais, agora consegue divulgar seu trabalho.

“Mesmo aposentada, eu quero continuar trabalhando. Eu amo a fotografia. E, isso tem sido possível porque fiz o curso de Instagram e hoje sei divulgar meu trabalho nas redes sociais”, revela Maria.

Ainda em Irajá, a Alfredina de 80 anos agora vive outro momento de relacionamento com as pessoas. Aprendeu a usar o celular e o aplicativo de WhasApp.

“Eu saio de casa numa felicidade enorme para vir fazer o curso. Tenho aprendido muita coisa nova. Aqui os professores têm paciência para ensinar”, conta ela.

Agildo Galvão, de Santa Cruz, tem 73 anos de idade, e também chegou na Nave achando que era impossível aprender informática na sua idade.

“Achei que era impossível, mas eu consegui. Hoje eu divulgo o curso para os meus amigos, para terem a mesma oportunidade que eu tive. Estou aposentado e agora só quero estudar”.

Você também pode fazer parte nos cursos de Informática. Acesse a área de CURSOS do nosso site. Acompanhe o início das inscrições.
Ou, vá até a Nave do Conhecimento mais perto da sua casa e garanta sua vaga. Os cursos são gratuitos.