Colônia de Férias das Naves quer resgatar o hábito da leitura

Já estão abertas as inscrições para a Colônia de Férias das Naves do Conhecimento de Irajá, Penha, Padre Miguel, Santa Cruz, Vila Aliança e Madureira. E para este ano escolhemos o tema: Desenvolvendo a Leitura com a Tecnologia. Para garantir a vaga do seu filho, você pode se inscrever aqui pelo site, clicando neste link, ou presencialmente em uma de nossas Naves. É gratuito.

Poderão participar crianças de 07 a 13 anos. A programação começará no dia 21 e segue até o dia 31 de janeiro. As nossas equipes já preparam uma agenda com muitas atividades educativas e recreativas. Neste ano, o objetivo da Colônia é resgatar, criar e reativar nas crianças o amor e o hábito pela leitura.

“Como vivemos em uma sociedade tecnológica e cada vez mais utilizamos computadores e celulares, não podemos deixar de desenvolver nas crianças o hábito da leitura. Ler é muito mais que decifrar códigos, a prática da leitura aprimora o vocabulário e dinamiza o raciocínio e a interpretação”, conta Elis Regina, que é presidente do Instituto Usina Social, que faz a cogestão das Naves.

Serviço e Programação

Quando: 21 a 31 de janeiro
Tema: Desenvolvendo a Leitura com Tecnologia
Manhã ( 9 às 12 horas): Naves de Irajá, Padre Miguel e Santa Cruz.
Tarde (14 às 17 horas): Naves de Madureira, Penha e Vila Aliança

Confira abaixo a programação completa:

Nave de Irajá – Manhã ( 9 às 12 horas)

Dia 21: Soletrando

Dia 22: Parceria com a equipe do meio ambiente com atividades (a confirmar) / montando meu livro.

Dia 23: Um dia de Youtuber /minha história narrada em vídeo.

Dia 24: Apresentação dos livros aos responsáveis e despedida da colônia.

Dia 27: Soletrando

Dia 28:montando meu livro e parceria com Jeane de Fátima.

Dia 29: minha história narrada em vídeo.

Dia 30: um dia de youtuber com histórias divertidas. 

Dia 31: mostra do livro e despedida da colônia.

Nave de Madureira – Tarde (14 às 17 horas)

Dia 21 de janeiro – Contação de Histórias

Dia 22 de janeiro – Leitura coletiva online e jogos online

Dia 23 de janeiro – Concurso Soletrando

Dia 24 de janeiro – Criação de Gibi

Dia 28 de janeiro – Contação de Histórias

Dia 29 de janeiro – Leitura coletiva online e jogos online 

Dia 30 de janeiro – Concurso Soletrando

Dia 31 de janeiro – Criação de Gibi 

Nave de Padre Miguel – Manhã ( 9 às 12 horas)

Dia 21: Contação de História

Dia 22: Histórias contadas no Youtube ilustração

Dia 23: Concurso Soletrando (Desafio Carioca da Gema)

Dia 24: Fazer um Gibi (online)

Dia 27: Caça ao Tesouro

Dia 28: Jogos Teatrais e Criação de Cenas (Baseado em Contos de Fadas)

Dia 29: Cenas Curtas (Histórias Gravadas)

Dia 30: Karaokê

Dia 31: Baile  Literário (encerramento)

Nave da Penha – Tarde (14 às 17 horas)

Dia 21: Karaokê

Dia 22: Concurso Soletrando

Dia 23: Contação de Histórias

Dia 24: Concurso de Conhecimento de Significado de Palavras

Dia 27: Jogo da Forca

Dia 28: Caça-Palavras

Dia 29: Concurso Soletrando

Dia 30: Karaokê

Dia 31: Concurso de Conhecimento de Significado de Palavras

Nave de Santa Cruz – Manhã ( 9 às 12 horas)

Dia 21: Contação de Histórias

Dia 22: Brincadeiras Antigas ao ar livre 

Dia 23: Aula de Confecção de malabares 

Dia 24: Gincana com jogos online: Stopots (jogo adedonha) Racha Cuca, Jogo da forca e outros

Dia 27: Contação de Histórias e Jiu-jitsu

Dia 28: Gincana com jogos online: Stopots (jogo adedonha) Racha Cuca, Jogo da forca e outros

Dia 29: Brincadeiras Antigas ao ar livre

Dia 30: Cine: Procurando Dory/Next Gen
Dia 31: Festa de Encerramento

OBSERVAÇÃO: A Nave do Conhecimento Santa Cruz será polo para o recebimento de Livros que contribuíram para a criação de uma biblioteca no Degase.

Nave de Vila Aliança – Tarde (14 às 17 horas)

Dia 21: Karaokê

Dia 22: Soletrando

Dia 23: Histórias contadas no YouTube

Dia 24: Ditados populares e Trava-língua

Dia 27: Histórias contadas no YouTube

Dia 28: Karaokê

Dia 29: Soletrando

Dia 30: Ditados populares e Trava-língua

Dia 31: Caça- palavras

Formatura das turmas FMT em Triagem

Por: Paulo Antunes

Editado por: Bruna Chateaubriand

No último sábado, 21 de dezembro, aconteceu a cerimônia de Formatura dos alunos e alunas das turmas FMT (Formação para o Mundo do Trabalho) 9752 e 9646, na Nave do Conhecimento de Triagem, através da parceria entre a Nave e o Espro – Ensino Social Profissionalizante.

O curso FMT teve como objetivo despertar o espírito empreendedor e posturas compatíveis com as exigências do mercado, sendo um grande diferencial na formação dos jovens, na medida em que contribui significativamente para o seu ingresso no Mundo do Trabalho. 

A entrega dos certificados foi feita pela professora Paula Oliveira do Espírito Santo. “A gente chega achando que tem algo a oferecer, mas, na verdade, a gente é que aprende todo dia com eles. Vê-los ingressando no mercado de trabalho, em uma atividade formal, justa, honesta, seria o meu maior presente de Natal”.

Paula ainda destacou a importância do projeto e de seu impacto na vida dos jovens.  “A atuação do Espro vai além da formação para o mercado de trabalho, pois enxerga o jovem como um ser multidisciplinar. Nosso trabalho precisa impactar o jovem nas diversas esferas em que se encontra inserido.”

Toda a cerimônia foi organizada, apresentada e conduzida pelos alunos, mostrando a evolução e a capacidade dos mesmos após o curso. Para Ana Carolina Ribeiro Costa, Analista de Planejamento da Educação, do Espro, uma postura mais confiante e desenvolta já é uma demonstração das mudanças provocadas pelo curso.

Além dos formandos, seus familiares e amigos, do corpo técnico e administrativo da Nave de Triagem, o evento foi acompanhado pela Presidente do Instituto Rio Cultural, Gisella Martins Presta Penna, pelo Secretário Marco San e pela Subsecretária de Gestão Fernanda Amurillo, ambos da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Tecnologia. 

O Secretário destacou a importância de iniciativas que preparem melhor os jovens para buscarem seu lugar no mercado de trabalho. “Cursos como esse são fundamentais. A gente vive em uma sociedade extremamente fechada, sem mobilidade social, sobretudo para os jovens. São milhões deles chegando ao mercado todos os anos, enquanto o país vive uma situação de desemprego estrutural. É aí que entra a Nave do Conhecimento, com sua missão de inclusão social, através da formação, da cultura, do conhecimento. Para ter cidadania, é preciso ter emprego”. 

O Coordenador da Nave de Triagem, Charles Siqueira, também destacou a importância da Nave na vida dos jovens. “Estamos, cada vez mais, buscando aproximar um “equipamento-cidadão” do cidadão, de vocês. A história desses jovens será contada a partir de agora, das oportunidades que eles terão no mundo do trabalho após a realização desse curso. E a continuidade na formação com os variados cursos, oficinas e workshops oferecidos pela Nave de Triagem”

Letícia Teixeira, 17 anos, contou que além de um grande aprendizado no mundo do trabalho, o autoconhecimento e autoavaliação foi muito importante para os jovens “Penso em me formar em Administração, mas também tenho interesse por Empreendedorismo”. Para Ricardo Vieira, que após o curso foi selecionado para uma vaga de Aprendiz no próprio Espro, o curso representou uma grande conquista pessoal “O curso é uma excelente oportunidade para os jovens melhorarem em diversos aspectos: postura, fala, timidez, organização, entre outros. O curso também me tornou mais proativo e me ajudou a estabelecer minhas metas”

Caravana da Ciência promove três dias de imersão no mundo da ciência no Parque Madureira

Durante três dias de evento, mais de 1,5 mil pessoas passaram pela Caravana da Ciência que aconteceu de 17 a 19 de outubro em frente à Nave do Conhecimento no Parque de Madureira.  O evento realizado pela Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Cecierj, do governo do estado, levou conhecimento científico por intermédio de experimentos e jogos interativos.
A Caravana é um centro de ciências itinerante, que leva informação a jovens, adultos e crianças. Tem quatro áreas de ativação: planetário inflável, exposição de paleontologia e animais peçonhentos, carreta com experimentos científicos e o Girotec.
  • A carreta conta com experiências científicas: um jogo de espelhos, caleidoscópios, experiências voltadas para consumo consciente de energia e cargas elétricas.
  • O planetário inflável leva os visitantes através de uma viagem pelas constelações e signos numa projeção que dura cerca de 20 minutos.
  • As exposições de paleontologia e animais peçonhentos apresentavam fósseis de peixes, espécies de cobras e aranhas, um jogo da memória das espécies da exposição.
  • Para os mais corajosos, o Girotec simula a gravidade zero, que os astronautas são expostos no espaço. O participante fica girando, preso a uma estrutura metálica de arcos, e tem que achar o ponto de equilíbrio para parar a estrutura.

 

Maria Coelho estava passeando pelo parque e ficou encantada com a Caravana “Eu estou aprendendo muito aqui, de forma didática. Achei bem bacana, e é preciso popularizar isso, trazer mais para perto essas experiências”. Ao ser perguntado sobre o que mais gostou da exposição, Gabriel Duarte, que acompanhava Maria, disse que gostou muito dos fósseis e das rochas “Mas os espelhos foram a melhor parte para mim, eu gosto muito de física óptica e curti bastante a experiência”.
O coordenador da Nave de Madureira, Carlos Antônio, disse que ter a Caravana da Ciência na Nave que trabalha é muito importante e uma grande oportunidade “A popularização da Ciência é um dos objetivos da Nave. Mobilizamos as escolas próximas a vir e as pessoas têm gostado bastante desse projeto.”.

Jogo desenvolvido por alunos da Nave do Conhecimento está disponível na PlayStore

Cadente, jogo mobile com temática espacial desenvolvido por alunos da Nave do Conhecimento do Engenhão, já está disponível gratuitamente para Android na PlayStore.

Alexandre e Maria Catarina no DevPark durante a GameXP 2019

O jogo foi desenvolvido pelos irmãos André Gomes (20) e Maria Catarina (21), e seu amigo Alexandre Gaudêncio (23), que participou do curso de Introdução ao Desenvolvimento de Games na Nave do Conhecimento do Engenhão. O game foi desenvolvido em, aproximadamente, um mês para participar do Concurso Inova Games, organizado nas Naves pela Secretaria da Pessoa com Deficiência e Tecnologia, que levou quatro jogos desenvolvidos nas Naves para a GameXP.

Unindo o conhecimento de programação de Alexandre Gaudêncio com as habilidades dos irmãos, Maria fez o design e a identidade visual do jogo. André fez toda a sonorização. O trio ficou em primeiro lugar no concurso e foi chamado para expor o Cadente novamente no DevPark na GamePlay Arena durante o Rock in Rio 2019.

Maria contou que eles nunca tinham pensado em criar um jogo. “Nós estamos muito felizes. A gente nunca pensou que teria essa visibilidade toda, nem que a gente ganharia algum concurso. Participar da GameXP trouxe uma boa divulgação pro nosso game e esperamos criar novos jogos em breve”.

Faça o download do Cadente na PlayStore, clicando na imagem abaixo:

Comemoração do Dia das Crianças na Nave Madureira

A Nave do Conhecimento de Madureira realizou hoje (11) um evento em comemoração ao Dia das Crianças, reunindo os jovens que frequentam a unidade com doces, brincadeiras, música e jogos. A equipe da Nave buscou, em homenagem a esse dia tão importante para as crianças, criar um ambiente que unisse tecnologia e diversão.

Para Elder, que trabalha com o Suporte Técnico da Nave, a importância de eventos como esse é, além de mostrar o espaço para as crianças, trazer a tecnologia para elas. “Aqui no nosso ambiente de trabalho temos certos dispositivos que interagem com as crianças e com quem vêm conhecer”, contou. 

Marcelle, de 6 anos, contou para a equipe como sempre vai à unidade de Madureira das Nave dos Conhecimentos, para mexer nos computadores e jogar seus jogos de preferência, deixando claro como adora o espaço.

A manhã foi cheia de risadas e lazer, alcançando o objetivo da Nave Madureira de tornar o Dia das Crianças especial para seus usuários, sendo assim mais um projeto de sucesso da SMDT.